"Em cada Casa uma Canção, em cada Canção uma Saudade"

CABELOS COR-DE-PRATA
(Silvio Caldas-Rogaciano Leite)

Meus cabelos cor-de-prata
são beijos de serenata
que a luz mandou pra mim.
Os meus cabelos grisalhos
são pingos brancos de orvalho
num tinteiro de nanquim.
Estes meus cabelos brancos,
que hoje estão da cor dos bancos
solitários de um jardim,
já sentiram muitos dedos
e ouviram muitos segredos
que elas contavam pra mim.

Se hoje, estão desbotados
é porque foram beijados
com muito amor e emoção
E os beijos foram tão puros
que os meus cabelos escuros
estão da cor do algodão.
Eu fiz tanta serenata
que a lua, desfeita em prata,
mandou mil beijos pra mim.
E os beijos foram tão puros
que os meus cabelos escuros
ficaram brancos... assim!

 

 

 

Imprima e Cante com os Seresteiros de Conservatória