"Em cada Casa uma Canção, em cada Canção uma Saudade"

CANTIGA POR LUCIANA
(Paulinho Tapajós e Edmundo Souto)

Manhã no peito de um cantor
cansado de esperar só.
Foi tanto tempo que nem sei
das tardes tão vazias
por onde andei.

Luciana, Luciana,
sorriso de menina
dos olhos de mar...
Luciana, Luciana
abrace essa cantiga
por onde passar.

Nasceu na paz de um beija-flor,
em verso, em voz de amor,
já desponta, aos olhos da manhã,
pedaços de uma vida
que abriu-se em flor.

 

 

 

Imprima e Cante com os Seresteiros de Conservatória