"Em cada Casa uma Canção, em cada Canção uma Saudade"

DE ONDE VENS?
(Dory Caymmi-Nelson Mota)

Ah, quanta dor vejo em teus olhos,
quanto pranto em teu sorriso,
tão vazias as tuas mãos...
De onde vens, assim cansado,
de que dor, de qual distância,
de que terras, de que mar?

Só quem partiu pode voltar.
E, eu voltei, pra te contar
dos caminhos onde andei.
Fiz do riso amargo pranto,
do olhar sempre os teus olhos,
do peito aberto uma canção.

Se eu pudesse, de repente,
te mostrar meu coração,
saberias, num momento,
quanta dor há dentro dele...
Dor de amor quando não passa,
é porque o amor valeu.

 

 

 

Imprima e Cante com os Seresteiros de Conservatória