"Em cada Casa uma Canção, em cada Canção uma Saudade"

MEU PEQUENO CACHOEIRO
(Raul Sampaio)

Eu passo a vida recordando
de tudo quando ai deixei...
Cochoeiro, Cachoeiro,
vim ao Rio de Janeiro
pra voltar, e não voltei...
Mas, te confesso, na saudade,
as dores que arranjei pra mim,
pois todo o pranto destas mágoas
inda irei juntar às águas
do teu Itapemirim...

Meu pequeno Cachoeiro,
vivo só pensando em ti...
Ai, que saudade dessas terras,
entre as serras,
doce terra onde eu nasci.

Recordo a casa onde eu morava:
o muro alto, o laranjal,
meu flamboyant na primavera -
que bonito que ele era,
dando sombra no quintal.
A minha escola, a minha rua,
os meus primeiros madrigais...
Ai, como o pensamento voa,
ao lembrar da terra boa,
coisas que não voltam mais.

(Declaração)

Sabe, meu Cachoeiro,
eu trouxe muita coisa de você.
E todas estas coisas me fizeram saber crescer.
E hoje, me lembro de você,
me lembro e me sinto criança outra vez.

 

 

 

Imprima e Cante com os Seresteiros de Conservatória