"Em cada Casa uma Canção, em cada Canção uma Saudade"

QUASE QUE EU DISSE
(Silvio Caldas-Orestes Barbosa)

Na febre dos meus desejos
fui à procura de beijos
em bocas tão desiguais...
E, agora, de beijos farto,
tristonho volto pro quarto,
quero chorar - nada mais.
Sabiam quanto eu te amava,
sabiam porque eu falava
a todos do meu amor.
E logo a vespa da intriga
originou esta briga,
oh, minha amiga, que horror!

Um coração sem carinho
é o galho que perde o ninho
na fúria do vendaval.
E é triste um ninho rolando
e um passarinho cantando,
em busca de um canto igual.
Oh, quanta desgraça junta!...
Toda a cidade pergunta
e vai dizendo o que quer
da mágoa que me devora...
E quase que eu disse agora
o nome dessa mulher.

 

 

Imprima e Cante com os Seresteiros de Conservatória