"Em cada Casa uma Canção, em cada Canção uma Saudade"

SAUDADES DE OURO PRETO
(Antenógenes Silva-Edmundo Lins)

Quero rever minha terra,
aquelas serras voltar
a comtemplar...
Quero, um dia, ainda te ver,
meu Ouro Preto distante,
sob o luar...
Tenho de minha cidade
aquela doce saudade
sentida
só por quem
deixou lá, muito além,
o grande amor de sua vida...

Oh, montes altaneiros,
meus alcantis de Minas,
banhados pela luz
azul
das noites claras,
feitas para o amor...
O encanto que possuis,
assim,
meu berço de colinas,
traz
um embalo de saudade,
vem consolar minha dor.

 

 

Imprima e Cante com os Seresteiros de Conservatória