"Em cada Casa uma Canção, em cada Canção uma Saudade"

TEUS CIÚMES
(Lacy Martins-Aldo Cabral)

Condeno os teus ciúmes
que mataram nosso amor,
razão dos meus queixumes,
causa cruel desta dor.
Condeno os teus ciúmes
que me crucificaram
e me dilaceram o coração,
na eterna imensidão
da minha solidão.
Olho para o passado
e, tristonho, vejo então
no livro desfolhado
da minha desilusão,
cenas do nosso amor,
um sonho encantador,
aquele tempo lindo,
que eu julgava infindo.
Na minha vida incalma,
no embaraço espelho de minh`alma,
eu vejo os teus ciúmes,
como se refletindo,
dentro de mim, assim me destruindo,
sempre os teus ciúmes
vêm me perseguindo.

 

 

Imprima e Cante com os Seresteiros de Conservatória